Usinas do Rio Paranapanema / Rosana / Taquaruçu / Capivara – Duke Energy

A Duke Energy abre suas usinas para receber estudantes de ensino fundamental, médio e universitário, bem como grupos vinculados a instituições governamentais e não governamentais.

Conduzidos por um monitor especialmente treinado e seguindo a um roteiro técnico, os visitantes têm a oportunidade de conhecer o funcionamento de uma hidrelétrica, da sala de comando e turbinas, até a barragem, e ficar por dentro dos programas ambientais da companhia.


> UHE Rosana: Localizada no Pontal do Paranapanema, Rosana é a última usina do Paranapanema, encontrando-se no ponto mais próximo da foz do rio, quando suas águas juntam-se àquelas vindas do rio Paraná. Sua construção começou em julho de 1980, e mesmo com as dificuldades econômicas que afetaram as obras das hidrelétricas à época em construção, Rosana prosseguiu em ritmo normal.

A montagem da usina foi escalonada. Em 1987, o primeiro grupo gerador entrou em operação, ampliando a capacidade do sistema em 80 MW. Os demais grupos foram instalados anos depois, em 1994 e 1996, quando as obras de implantação da usina foram concluídas e a potência total chegou a 372 MW, em seus quatro grupos geradores.

Dados técnicos:
Localização: entre Rosana (SP) e Diamante do Norte (PR)
Conclusão: 1987
Turbinas: 4 tipo Kaplan
Potência: 354 MW
Área do reservatório: 220 km²


> UHE Taquaruçu (UHE Escola Politécnica da USP): Localizada a 80 quilômetros de Capivara, no sentido da foz do Paranapanema, a usina Taquaruçu é a segunda maior do rio em capacidade de geração, sendo composta por cinco turbinas, com potência total de 554 MW. Suas obras civis tiveram início em 1980 e sua inauguração deu-se em 1992, entrando em operação entre 1994 e 1996.

Essa usina tem a importante função de controlar a vazão do rio Paranapanema, por meio de nove comportas, por onde podem passar um total de 18,1 mil m³ de água por segundo.

Em Taquaruçu, a Duke Energy desenvolve diversos programas ambientais de médio e longo prazo, com o objetivo de reconstituir a fauna e a flora originais das áreas de formação do reservatório.

Dados técnicos:
Localização: entre Sandovalina (SP) e Itaguajé (PR)
Conclusão: 1989
Turbinas: 5 tipo Kaplan
Potência: 525 MW
Área do reservatório: 80,1 km²


> UHE Capivara (UHE Escola de Engenharia Mackenzie): Maior usina do Paranapanema e uma das maiores do Brasil, com 640 MW de potência instalada, Capivara possui também o maior reservatório ao longo do rio, com 576 km² de área e 10,5 bilhões de m³ represados. Assim como nas hidrelétricas Jurumirim e Chavantes, trata-se de um reservatório de acumulação – grande caixa d’água que recebe e armazena no período chuvoso as águas que, no período seco, garantem a continuidade da geração e, ainda, diversos usos pelas comunidades. Dessa forma, cumpre um importante papel na prevenção de cheias.

As obras de Capivara foram iniciadas em 1971 e concluídas em 1978, no entanto, o seu primeiro grupo gerador entrou em operação em 1977. O empreendimento fez parte de um novo momento de aproveitamento hidrelétrico do rio Paranapanema, sendo que uma de suas grandes contribuições foi ampliar a interligação dos sistemas elétricos regionais..

Dados técnicos:
Localização: próxima de Taciba (SP) e Porecatu (PR)
Conclusão: 1978
Turbinas: 4 tipo Francis
Potência: 619 MW
Área do reservatório: 576 km²


 

Responsável: Duke Energy International Geração Paranapanema
Agendamento de Visitas: http://www.duke-energy.com.br/contatos/Paginas/VisiteUsina.aspx
Maiores Informações: http://www.duke-energy.com.br/